ECSTASY


O que é o Êxtase?
Êxtase é uma substância que foi fabricada pela primeira vez em 1914 para ser usada como moderador de apetite (remédio para emagrecer). Hoje em dia, as pessoas costumam fazer uso dessa droga para sair a noite (sair na balada), seja em festas rave (festas geralmente em locais abertos e afastados onde se toca música eletrônica) ou em boates e clubes. Ela é uma substância chamada MDMA (sigla para um nome bem grande: 3,4 metilenodioximetanfetamina). Porém cada comprimido de êxtase possui quantidades variáveis de impurezas como MDA, MDEA, cafeína, efedrina, etc.

Como o Êxtase é usado?
O êxtase é um comprimido redondo, de várias cores e tamanhos. Por ser um comprimido, precisa apenas ser ingeridopara dar os seus efeitos. Existe porém também o êxtase sob a forma de cápsulas gelatinosas e em pó, o qualé aspirado.

Por que usam o Êxtase?
As pessoas usam o êxtase para ir dançar em festas rave ou até mesmo em clubes e boates. Enfim, para ter o tão falado "barato", ou para ficar "ligado" e outros termos de gíria, durante uma festa.

Quem são as pessoas que usam o Êxtase?
São as pessoas que costumam freqüentar as festas rave. Isso não significa que toda a pessoa que vai numa rave usa êxtase.

Quantas pessoas usam o Êxtase?
Não se sabe ainda no Brasil a proporção de pessoas que fazem uso dessa droga. Suspeita-se entretanto que o consumo tem crescido bastante, principalmente entre jovens da classe média, média alta e alta.

O que o Êxtase faz no corpo após uma dose (efeitos físicos agudos)?
A temperatura corporal da pessoa que usou a droga sobe bastante (hipertermia), podendo ir acima de 400 centígrados, o que é muito perigoso. Ocorre também um aumento de batimentos cardíacos e da pressão arterial. Com frequência pode ocorrer também uma desidratação pois a pessoa além de ter um aumento de temperatura transpira muito com a dança, o que traz grande perda de água.

O que o Êxtase faz no corpo após o uso continuado (efeitos físicos crônicos)?
O uso crônico do êxtase pode trazer uma série de complicações. A pessoa pode ter problemas hepáticos tais como insuficiência e icterícia (mais um nome médico complicado que descreve o estado no qual o sujeito fica com uma coloração amarelada). Pode também vir a ter problemas cardíacos devido ao constante aumento de pressão do sangue e ao aumento dos batimentos do coração. A pessoa também emagrece.

O que o Êxtase faz com a mente após uma dose (efeitos psíquicos agudos)?
Esta droga junta efeitos alucinógenos (mudança na percepção da realidade) com efeitos estimulantes (aumento da atividade física e insônia). Mas o que mais chama a atenção seriam os seus efeitos "entactógenos" (é um nome médico que significa aumento do desejo de se comunicar com outras pessoas); mas até hoje é discutido a existência real deste efeito.

O que o Êxtase faz com a mente pelo uso continuado (efeitos psíquicos crônicos)?
Transtornos psiquiátricos podem surgir e lesão cerebral pode ocorrer. Por exemplo, existem evidências cientificas de que o êxtase destrói células do cérebro (neurônios) que funcionam à base de uma substância (neurotransmissor) chamada serotonina.

O Êxtase afeta a escola?
O uso de êxtase e a prática escolar não combinam, pois a droga altera o ciclo sono/vigília, pode provocar alucinações e é estimulante. No dia seguinte ao uso as pessoas costumam estar fatigadas (muito cansadas), pois dançaram muito na noite anterior. Assim o aluno não consegue concentrar-se nas aulas, não consegue estudar direito e vai ter um desempenho escolar inferior ao dos colegas.

O Êxtase leva ao uso de outras drogas?
As pessoas que tomam êxtase costumam tomar junto bebidas energéticas e fumar maconha. Mas nem todos são assim. Algumas pessoas resolvem tomar esta droga sem misturá-la com nenhuma outra, permanecendo assim "fiéis" ao êxtase.

Você reconhece quando alguém usa Êxtase ?
As pessoas que estão sob o efeito do êxtase costumam dançar muito, sem parar. Bebem muita água também (para repor a água perdida durante a dança e também por que a temperatura corporal aumenta muito).

O Êxtase é usado como medicamento?
Não! Ele foi sintetizada para ser usado como um moderador de apetite, mas não mostrou nenhuma utilidade clínica. Tentou-se usá-lo como auxiliar psicoterápico, o que também não deu certo. Desse modo esta droga não tem nenhum efeito terapêutico.

O Êxtase pode ser usado na gravidez?
Não se deve fazer uso dessa droga durante a gravidez, pois a mãe vai estar passando-a para o bebê através da placenta, o que pode dar uma série de complicações. Aliás, nenhuma substância deve ser utilizada durante a gravidez, a não ser aquelas porventuras receitadas pelo médico.

As pessoas ficam dependentes do Êxtase?
Sim, existem casos de dependência de êxtase, nos quais a droga passa a assumir uma importância enorme para a pessoa, deixando para segundo plano coisas e valores que até então eram muito importantes.

As pessoas podem parar de usar o Êxtase?
Sim, é só querer. É claro que nos casos de dependência não é tão simples assim. A pessoa necessita então de tratamento especializado.

Com o continuar do uso o Êxtase vai perdendo o efeito (tolerância)?
Sim, é preciso aumentar a dose da droga para ter o mesmo efeito.

O que acontece se uma pessoa for surpreendida usando Êxtase?
É muito difícil surpreender alguém usando êxtase, pois se trata de um comprimido, que é pequeno e não deixa cheiro. E os efeitos que ele produz não são características ou próprios (outras substâncias podem apresentar um ou outro dos efeitos). Mas se for pego, pode até ser preso pois o seu uso é proibido por lei.

O que acontece se uma pessoa for surpreendida levando Êxtase para usar junto com amigos?

Ela pode ser presa, pois se trata de uma droga ilícita; assim, dependendo da dose poderá ser considerada como traficante e ser condenada.

O Êxtase age sobre a memória?
O uso de êxtase pode causar danos à memória e ao cérebro, pois "destrói" uma substância existente no cérebro chamada de serotonina.

O Êxtase age sobre a atividade sexual?
A mídia deu ao êxtase o rótulo de "droga do amor", o que não é verdade. Essa substância não aumenta a excitação nem o desejo sexual na maioria dos indivíduos que a usam. O que parece ocorrer é que as pessoas ficam mais sociáveis, passando a se tocar mais.


« Voltar